Confira um pouco da História de Ilhéus!

February 1, 2019

 

 

Ao falar da história de Ilhéus nos remetemos ao tempo das Capitanias Hereditárias. Com a doação de D. João III da extensão de terra que foi chamada de Capitania de Ilhéus ao donatário Jorge de Figueiredo Correira. O qual enviou seu representante Francisco Romero para ser o administrador da Capitania e apaziguar o conflito que ocorria com os índios tupinambás na época. Com o passar do tempo e pela a maior interação entre os colonos e os índios nativos, foi fundada a Vila de São Jorge dos Ilhéus. Que pelo seu alto potencial produtivo, acabou se tornando produtora de cana-de-açúcar e com isso, a região começou a se desenvolver e sediar diversas construções. Com a expansão das plantações de cana-de-açúcar no domínio indígena, a tribo dos Aimorés passaram a atacar as plantações. Essa ação contínua dos índios resultou no fim da cultura de cana-de açúcar na região e no consequente declínio econômico regional.

 

Na tentativa de substituir o cultivo da cultura anterior que estava em declínio, foram enviadas da Amazônia mudas de cacaueiro para serem plantadas na região em pleno século XVIII. Para surpresa dos agricultores estrangeiros, que foram os primeiros a plantar o cacau, as mudas de cacaueiro, se adaptaram tão bem às condições climáticas da região que o cultivo do cacau passou a ser a maior cultura e riqueza que essa região já tinha visto.

 

No século XIX, com a elevação de Ilhéus à condição de Cidade e a iniciativa do governo do Brasil de doar terras para todos aqueles que quisessem plantar cacau a região, a localidade sofreu um crescimento populacional excepcional com a migração de pessoas vindas do próprio Estado e também de outros lugares do Brasil e do mundo.

 

Com a notável ascensão econômica e prosperidade da região em decorrência do abundante cultivo do cacau o desenvolvimento começou a ser demonstrado pelas construções na Cidade de Ilhéus, na forma de imponentes prédios, palácios e nas belas casas do coronéis do cacau. A cidade acabou de tornando um lugar de muito luxo, prazer e ostentação. Seja pelos famosos cabarés, clubes da sociedade e pelo estilo de vida surreal em que viviam todos aqueles que tinham sua renda provinda do cacau. Fatos que renderam as mais diversas histórias abordadas nos romances de Jorge Amado.

 

No século XX, o desenvolvimento regional em decorrência da cultura cacaueira rendeu frutos que vão desde a construção do Porto de Ilhéus, da Comissão Executiva de Desenvolvimento e Preservação da Lavoura Cacaueira (CEPLAC), da Universidade Estadual de Santa Cruz.

No final do século XX, a cidade de Ilhéus e toda região cacaueira sofreram um grande golpe, depois de décadas de apogeu econômico, as lavouras de cacau foram devastadas por uma doença provocada por um fungo chamado vassoura de bruxa. Situação que levou seus produtores a derrocada de praticamente todo patrimônio financeiro, o que acabou afetando diretamente a economia da Cidade e Região. Que com o passar dos anos teve que procurar outras formas de desenvolvimento seja pelo turismo, pela informática e pela implantação de indústrias. Na atualidade a Cidade de Ilhéus é mais conhecida por ser um destino dos destinos turísticos mais visitados do Estado da Bahia.

 

Se interessou pela história de Ilhéus e quer conferir de perto essa beleza de Cidade?! Não deixe de fazer sua reserva na Pousada Praia Bela, o melhor destino para quem visita Ilhéus!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Filtro solar em mãos e muito sol.

August 22, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo